Pedro Juan: Responsável por aplicar anabolizante que matou mulher ficará em liberdade

A fisioterapeuta Danilda Victoria Ruiz Diaz, que aplicou o anabolizante que levou a morte de Glória Angélica Calonga, de 32 anos, na última quinta-feira, dia 28 de amrço, responderá ao crime em liberdade. O caso ocorreu em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul.

Danilda chegou a ser presa, mas em seguida liberada por decisão do juiz Sadi Lopez, pelo menos enquanto duram as investigações sobre a morte. A fisioterapeuta é acusada de homicídio culposo por ter aplicado a substância nos glúteos da vítima.

O procedimento fazia parte de um tratamento de beleza e, segundo Sebastiana Alfonso, mãe de Glória, era a segunda vez que a filha passava pelo procedimento, depois de não te ficado satisfeita com os resultados da primeira aplicação.

No entanto, ao receber uma dose da substância “But Collagen” a mulher começou a sentir dificuldade de respirar e teve de ser levada por vizinhos para o Hospital Regional da cidade paraguaia, onde não resistiu. A expectativa é de que o laudo atestando a morte da vítima fique pronto em até um mês, conforme o site Amambay570.

Douradosnews

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here