EPP executa brasileiro a tiros em fazenda que fica na região de fronteira

Foto: Léo Veras

 

A vítima foi identificada como o cidadão brasileiro, Avelino Camargo, que trabalhava na fazenda Araroké como capataz, onde na noite desta segunda-feira (08) por volta das 22h00 os integrantes da “Brigada Indígena Contra Pistoleiros de Fazenda” do autodenominado grupo criminoso EPP invadiram e executaram a vítima com vários disparos de arma de fogo, o caso foi confirmado pelo CODI (Comando de Operações de Defesa Interna) .

Os integrantes do CODI em seu comunicado apontaram que os integrantes do EPP ainda queimaram um galpão, uma oficina mecânica, uma residência utilizada como sede da fazenda, uma carreta da marca Scania, tratores com os implementos agrícolas e uma caminhonete, segundo ainda o CODI, o grupo estava formada por uns 20 homens fortemente armados, utilizando uniformes camuflados e tinham a fisionomia indígena que .levaram vários objetos da fazenda além de víveres deixando a área saqueada.

Segundo Luis Apesteguia, porta voz da FTC (Força de Tarefa Conjunta) no momento do ataque a fazenda 17 funcionários da mesma se encontrava no local, entre eles mulheres e crianças que passaram por momentos de terror nas mãos dos criminosos que deixaram no local do ataque um comunicado onde manifestam ser da brigada indígena contra pistoleiros de fazendas do Exército do Povo Paraguaio que atuava na região do estado de San Pedro e na noite de segunda feira executaram o brasileiros que trabalhava como capataz da fazenda situada na região de Amambay.

Fonte: Porãnews

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here